Mulheres a Viajar Sozinhas em Marrocos

Mulheres a Viajar Sozinhas em Marrocos
Mulheres a Viajar Sozinhas em Marrocos

Marrocos é um país seguro para qualquer viajante mesmo para mulheres que viajam  sozinhas, como eu!

O que geralmente ouço, não só da parte de mulheres, é que não vêm a Marrocos porque têm medo. Mas medo de quê? Serem raptados e trocados por camelos? Ainda se fosse por dinheiro…

Marrocos é um país de gente pobre e  tem problemas. Claro que sim. Sobretudo nas grandes cidades, onde é preciso ter cuidado, mas isso acontece por todo o lado e não só em Marrocos.

Uma coisa que acho boa é haver muita polícia, parece haver polícias por todo o lado, seja fardados ou à paisana. E apesar de todas as histórias que se ouve relativamente à forma como a polícia pode tratar os marroquinos – o que até é verdade, mas não é problema nosso – os polícias são simpáticos e muito prestáveis para os turistas.

Sempre que precisei e recorri à polícia foi com prontidão que responderam e resolveram o assunto.

De todas as vezes que fui mandada parar por excesso de  velocidade, realmente ia com excesso de velocidade. Trataram-me mal? Não. Pediram-me dinheiro? Não – pediram-me o número de telefone! lol

Às vezes até se torna  um bocado chato, quando é uma viagem grande, os policias estarem sempre a mandar parar, porque vêem um carro de matrícula estrangeira. Para eles é uma oportunidade não só de controlar, mas também de meter conversa: Então é de Portugal? Para onde vai? De onde vem? Está sozinha? O marido não veio? O cão morde? Gosta de música romântica?

Eu sei que às vezes a polícia aqui também manda parar sem se ter feito nada para ver se consegue sacar algum… Não paguem, se realmente não fizeram nada de mal, não iam a excesso de velocidade, são eles que se estão a tentar aproveitar. Digam “Não fiz isso, por isso não pago”. Se vos ameaçarem que vão para a esquadra vocês dizem “Tudo bem, vamos ver o chefe”. Vão ver como resulta e eles vos mandam embora.

O que há a fazer para viajar em Marrocos em segurança não é muito diferente do resto do mundo. É preciso ter bom senso e não se meter em problemas. Há coisas que por vezes são inevitáveis ou podem acontecer, mas há outras que não é bem assim…

Conselhos para mulheres a viajar sozinhas em Marrocos, sozinhas ou em grupo:

  • Marrocos é um país muçulmano e, como se costuma dizer, “Em Roma, sê Romano”. É boa ideia as mulheres respeitarem um pouco as pessoas e não andarem por aí despidas como na praia. Não digo para andarem de djelaba e lenço na cabeça. Mas não é por usarem uns calções até ao joelho e um top que tape a barriga que vão ter mais calor. Normalmente, os marroquinos são curiosos e ficam a olhar para quem passa, sobretudo nos meios pequenos. Agora imaginem se lá aparece uma mulher de mini-saia e decote até ao umbigo!!!
  • Quando se viaja de carro, seja no nosso ou num carro alugado, há que ter em atenção as regras de trânsito e cumpri-las, ter atenção aos limites de velocidade, sinalização, etc. Para além de ter também atenção aos condutores marroquinos, que por vezes fazem coisas que não lembram a ninguém!!!
  • Eu tenho não só viajado de carro, como também de transportes públicos. Como em todos os lugares do mundo, tenham atenção às vossas bagagens. Quando viajam de comboio, se quiserem ir mais confortáveis e mais descansadas, comprem bilhete para 1ª classe que a diferença de preço não é muita. De noite, no comboio directo entre Tânger e Marraquexe também há “couchetes”, vagão cama – se chegarem à estação pouco tempo antes do comboio partir pode acontecer que estas 2 opções já estejam esgotadas, pois os lugares são poucos. De qualquer maneira, para vosso descanso, procurem lugar num compartimento em que haja um família, mulheres ou outros turistas.
  • Na maioria dos autocarros não há lugares marcados, por isso tentem chegar uns minutos mais cedo à estação para escolherem o vosso lugar – como fazem os marroquinos. E escolham um dos lugares da frente que é onde costumam viajar as mulheres em Marrocos. Geralmente, os motoristas ou alguém que trabalha para a companhia de transportes são muito simpáticos e indicam-nos logo o lugar mesmo por trás dele. Se tal não acontecer dirijam-se a ele ou a alguém que trabalhe no autocarro e digam que queriam ir num dos lugares da frente. Se quiserem voltar a sair, deixem um casaco ou uma garrafa de água nesse lugar, nunca uma mala.
  • Os marroquinos têm fama de ser um povo muito simpático e acolhedor. E isso é verdade. Quem nunca ouviu histórias de alguém que esteve em marrocos, conheceu uma família, foi convidado a visitá-los, bebeu chá com eles, comeu e dormiu lá em casa? Enfim, adoraram a experiência que ficou para toda a vida. Se forem a casa de alguém, tenham cuidado e bom senso, não é aconselhável aceitar o convite de um vendedor de haxixe que se conheceu na esquina…
  • Para além disso, há que ter em conta que muitas vezes um convite feito por um homem marroquino a um homem estrangeiro, não é bem com a mesma intenção que é feito a uma mulher estrangeira.
  • Os homens marroquinos são um pouco… Como é que hei-de dizer isto… Atiradiços! E parece que estão sempre no engate. Muitas vezes eu finjo que não percebo e acaba por lhes passar. Se não resultar e ele se tornar muito óbvio digo que não estou interessada, o que costuma resultar.

De momento, estes são os conselhos de que me lembro para mulheres a viajar sozinhas em Marrocos. Se tiverem dúvidas e necessitarem de ajuda com alguma questão, não hesitem em perguntar.

Agencia de Viagens em Marrocos