Cèdre Gouraud, Floresta com macacos das montanhas em Ifrane

Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos
Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos

Apesar de uma das grandes imagens de marca de Marrocos em termos paisagísticos ser o deserto, não nos devemos esquecer que Marrocos é um país muito grande e com paisagens muito diferentes e grande diversidade biológica. A natureza deste país compreende não só o deserto, mas também as zonas costeiras e montanhas.

Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos

Por todo o país têm sido criados parques nacionais, o único que conheço até agora é o de Ifrane e adorei, é lindíssimo e acho que ter visitado esta região no Inverno, altura em que está coberta de neve, contribuiu para tornar a experiência inesquecível. O Parque Nacional de Ifrane foi criado em 2004 e fica em pleno Médio Atlas.

Estende-se por mais de 500 m2 e é conhecido pelas suas paisagens, lagos e rios. Este parque é também conhecido por abrigar a maior floresta de Cedros de Marrocos e por ali existir uma comunidade de macacos (Barbary macaque). Esta região é conhecida por ser o destino turístico ideal para fazer caminhadas, ski, caça e pesca em Marrocos.

 

A zona de Cedre Gouraud é a ideal para se avistar e até interagir com estes animais, que estão habituados a observadores e turistas e assim que vêm alguém ao longe, aproximam-se logo para pedir comida. Eu sei que uma das regras quando visitamos reservas naturais é não alimentar os animais, mas aqui é impossível!!! Eles são tão lindinhos e claro que pedem comida, porque estão habituados a ser alimentados pelos visitantes, por isso se aproximam. Passei aqui mais de uma hora a observar os macacos e a dar-lhes amendoins, pão e fruta e a última coisa que me apetecia fazer era ir embora.

Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos

Quando se acabou a fruta e o pão que tinha no carro fui a uma das lojas de recordações e comprei 2 saquinhos de amendoins (a 5 dh cada um) para continuar a ver os macaquinhos a virem buscar a comida à minha mão. Perguntei ao senhor do quiosque se me tirava umas fotos com os macacos e ele foi muito simpático e disse logo que sim, andou atrás de mim uns 10 minutos ria-se e ia tirando fotos, depois disse que tinha que voltar para a loja. Antes de me ir embora voltei a passar por lá, agradeci-lhe outra vez e dei-lhe 10 dh (cerca de 1€), ele não me tinha pedido nada, mas também não disse que não queria…

É importante não nos esquecermos que apesar de serem muito simpáticos e engraçadinhos estes macacos continuam a ser animais selvagens e é preciso tomar algumas precauções. Não se deve dar comida aos mais pequenos em frente aos mais velhos, porque eles vivem numa comunidade perfeitamente estruturada e hierarquizada e os mais novos comem depois dos mais velhos. Logo se tentarmos inverter a ordem das coisas os macacões zangam-se, não só com os mais pequenos, mas também com as pessoas, como eu assisti, em que um macaco subiu a uma árvore e desatou a atirar paus às pessoas com quem se tinha zangado!!! Também convém termos cuidado com os sacos e as malas porque os macacos tentam agarrar e roubar-nos as coisas, pensando que lá vão encontrar comida. O mesmo se passa com os carros, não se esqueçam de fechar as janelas!!!!

Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos

A minha visita aos macacos marroquinos foi feita de manhã e a noite anterior foi passada num hotel em Azrou. Ainda pensei em ficar em algum albergue dentro do parque, mas como não conhecia nenhum nem tinha referências e já era tarde, depois de uma passagem por Ifrane, fui para Azrou, uma típica cidade marroquina, com uma pequena medina onde passeei antes de ir para o hotel.

A passagem por Ifrane foi uma surpresa! Quer dizer foi e não foi – já tinha ouvido falar na Suiça marroquina e visto fotos, mas quando aqui se chega é sempre um choque, porque é um cenário que nada tem a ver com a paisagem típica de Marrocos. Ifrane é uma cidade de montanha a 1600 metros de altitude e é conhecida por Suiça marroquina devido ao seu clima, que mesmo no Verão é frio (Ifrane regista frequentemente as temperaturas mais baixas de África no Inverno), pela sua vegetação, lagos e estilo arquitectónico de influência europeia: chalets.

Macacos na Floresta do Parque Nacional de Ifrane Montanhas do Atlas Marrocos

O Samuel Santos do Dobrar Fronteiras na fotografia.

Agencia de Viagens em Marrocos